Sedução rima com barrigão

Uma explosão hormonal, seios maiores, barrigão crescendo, peso aumentando, noites mal dormidas e quando menos se espera a relação apimentada de marido e mulher é substituída por novos personagens: pai e mãe.

E uma transformação que deveria durar apenas nove meses pode acabar representando uma quebra de vínculo irreparável. Nesse caso não adianta buscar culpados, afinal tanto o homem quanto a mulher passam por uma série de mudanças e questionamentos. Mas é possível encontrar alternativas para passar por essa fase sem deixar a relação se perder.
“É importante entender que a questão do desejo é hormonal e mental. O problema é que durante a gravidez, os hormônios se voltam para proteger o bebê e não para o sexo e, biologicamente, dificilmente acontece o aumento da libido na mulher”, explica a sexóloga Rita Jardim, especialista que dá Cursos de Sedução na Pselda, grife de lingeries do Rio de Janeiro.

Ela destaca ainda que nessa fase muitas grávidas desenvolvem fantasias e, mentalmente, ficam mais estimuladas sexualmente. Isso acontece, porque elas se sentem poderosas em função da barriga e do momento por estarem no centro das atenções tanto para o marido quanto para o resto da família.
Infelizmente, porém, essas mulheres encontram algumas dificuldades com o companheiro que cria uma série de restrições, provocadas tanto pelo medo de machucar o bebê, quanto pelo aumento de peso e da barriga e até por um bloqueio causado por uma santificação da mulher.

“É importante manter o elo sexual. Se a gravidez não representa riscos, não há porque evitar o sexo, que é extremamente indicado para esse momento da relação”, adverte Rita, que sugere a inscrição de casais com essas dificuldades em cursos de gestantes e terapia de casal. O objetivo é manter a chama da relação acesa para fincar bases sólidas para o pós-parto, porque cada momento perdido representa um distanciamento do casal.
Aliás, a sexóloga também alerta para o hábito que as grávidas têm de esquecer dos cuidados com a beleza, que as faz usar roupas largas e cabelos despenteados.

“Lingerie bege e camisolões largos, então, nem pensar! Procure lingeries ousadas e invista em outras formas de sexo e na masturbação. Ao menos conversas instigantes, com promessas para depois dos nove meses, devem ser usadas para esquentar a relação”, complementa Rita, que indica ainda posições ideais para evitar incômodos com a barriga: de ladinho ou sentada de costas para o homem. Além de diversificar, a sexóloga garante que é uma ótima forma de interagir com a barriga que poderá ser acariciada durante o ritual.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *