No inverno a pele merece cuidados especiais

No inverno os cuidados com a pele devem ser redobrados. O clima frio e seco deixa a pele ressecada e sem brilho. Assim como no verão, que seguimos algumas rotinas de cuidados com a pele, no inverno não escapamos de cuidá-la também. Caso contrário ela irá reclamar!

A hidratação é de extrema importância nesta estação e pode acontecer por via interna e por via externa. A hidratação por via interna acontece quando o suor, constituído por água e sais minerais, atravessa as várias camadas da pele, chegando à epiderme. A hidratação por via externa se dá quando introduzimos água, por meio de produtos farmacêuticos e cosméticos, nas camadas mais externas da pele.

No verão, as altas temperaturas fazem com que o corpo produza mais suor, levando água das camadas mais profundas para a epiderme, mantendo a pele sempre hidratada. No inverno, a produção de suor diminui e o corpo deixa de contar com esta alternativa de hidratação, sendo fundamental o uso de hidratantes.

O mecanismo de hidratação natural da pele é garantido pela capa mais externa dela, que impede a perda de líquido. Quando o corpo é exposto à água quente e aos sabonetes alcalinos, essa capa de proteção natural, chamada de lipoproteica, é removida, fazendo com que a pele perca água para o meio e desidrate.

Portanto, durante o banho, atenção à temperatura! É claro que o banho não precisa ser frio, mas também não precisa ser escaldante. A água quente, associada aos sabonetes e esponjas, remove a camada lipídica (de gordura) natural da pele o que leva ao ressecamento, que se manifesta com coceira e lesões decorrentes desta. No inverno a pele fica mais suscetível a alergias e até mesmo a infecções por estar sem sua proteção.

Para amenizar estes efeitos o ideal é tomar banho morno, rápido, sem uso de abrasivos (esponjas) e após o banho aplicar um hidratante corporal para recuperar a camada de gordura da pele “perdida” no banho.

Outra queixa comum é descamação no couro cabeludo, que pode ser seca – como ocorre na pele, pelo ressecamento por causa da água quente ou gordurosa – em pessoas propensas (com dermatite seborreica) por estímulo exacerbado das glândulas sebáceas. Nestes casos é importante a avaliação especializada para o uso de xampus adequados.

Também não podemos esquecer da fotoproteção nesta época do ano. Não é porque está frio e não estamos na praia que vamos descuidar! Embora estejamos mais protegidos pelas roupas, devemos sempre aplicar o protetor solar nas áreas expostas: face, pescoço e mãos, duas vezes ao dia.

Mas existe o lado positivo desta estação. A ausência de sol forte beneficia diversos tratamentos dermatológicos, como por exemplo peelings químicos e procedimentos a laser, para remoção de manchas, rejuvenescimento, correções de cicatrizes de acne. Nestas situações, o uso do protetor solar é fundamental para o sucesso do tratamento.

Sempre que houver alguma dúvida quanto ao cuidado coma sua pele, converse com o seu dermatologista, ele saberá o produto mais adequado para o seu caso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *