O Relacionamento e o Ovo

Que não é simples manter um relacionamento, isso todo mundo já sabe. Há também quem diga que não sabe nem fritar um ovo. Cuidado. Ovos e relacionamentos amorosos são parecidos. A fome está lá, e seu ingrediente não poderia ser mais simples: um ovo.

Como prepará-lo? Podemos cozinhar nossa preciosidade, em água, um recipiente ao fogo, nada demais. Mas qual a temperatura? Por quanto tempo? Se o coloco em água fervente, se racha, deixando esvair por sua casca sua clara já branca, tornando-se aguado e mal cozido. Erro na precipitação, perco meu bem precioso.

Deixá-lo em água fria, fogo baixo, aguardando pela fervura, temendo por novas rachaduras o retiro ao menor sinal de calor extremo. Descubro um ovo ainda cru, inconsistente, imaturo. Não era o desejado.

Penso em torná-lo gemada. Farei pouco por ele, desperdiçando o que julgo impróprio, ficarei apenas com a gema, que será batida com açúcar, para que ganhe algum gosto. Temo pela salmonela na gema crua, aborto a idéia. Opto por um simples ovo frito.

Simples? Aqueço o óleo, não pouco pra não permitir que se misture ao ovo, não muito, para que não espirre longe, me causando queimaduras. Despejado o ovo sobre a chapa quente, preciso zelar por ele. Preciso neste instante decidir o que quero, qual minha vontade, o que é o melhor pra mim. Se hesito, na busca por um ovo mole, deixo passar o tempo e terei que me contentar com um ovo esturricado. Gema dura, seca, bordas douradas, ou já enegrecidas ao ponto irreparável. Se era meu gosto, ótimo, engulo do jeito que dá, tomo cuidado para não engasgar com tamanha secura.

Mas se o desejado era um ovinho mole, de gema líquida, pra ser chuchada por um pãozinho amanhecido, perdi a mão. Relacionamentos são assim, às vezes passam do ponto. Cabe aos interessados o cuidado, ou então a decisão de matar a fome com o que restou de sua experiência.

Por isso mesmo recomendo um bom omelete. Aquele do qual nada se espera. Sim porque omeletes são ótima opção pra fazer com o que se tem a mão. Se este é o único ovo, aumenta-se com água. Tem um pouco de queijo, um restinho de frios, um tempero qualquer? Um omelete está pronto. Além do que, na pior das hipóteses, se você percebe que não tomará forma, este ainda pode virar ovos mexidos.

Mexa-se, portanto em seu relacionamento, decida-se, cuide, não ferva, não esfrie, não deixe passar do ponto, acrescente ingredientes disponíveis, e de vez um quando uma boa mexida faz milagres!

Bom apetite!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *