Cuidados com a temperatura do corpo na ginástica

Ouvi dizer que grávidas têm que tomar cuidado com a temperatura do corpo ao fazer exercícios. É verdade?

Embora não haja provas científicas suficientes sobre os riscos, algumas pesquisas com animais indicaram que um aumento excessivo da temperatura do corpo, especialmente nos primeiros meses da gestação, poderia provocar defeitos de formação no feto.

Assim sendo, o melhor a fazer é pecar pela cautela e evitar uma elevação da temperatura durante atividades físicas, principalmente no primeiro trimestre de gravidez. Saunas, ofurôs e banheiras de hidromassagem muito quentes também devem ficar fora da programação das gestantes, pelo mesmo motivo. Quanto às piscinas aquecidas, certifique-se de que a temperatura da água não ultrapasse os 30 graus.

O ambiente também não pode ser muito quente: em saunas, banheiras ou piscinas com água acima de 30 graus, você pode ter uma queda de pressão e ter mal estar ou sensação de desmaio.

Sua disposição (não estar se sentindo exausta) e a cor das bochechas (que não devem ficar vermelhíssimas) são ótimas medidas para o quanto de exercícios você pode fazer.

Os especialistas dizem que o melhor é que a temperatura do corpo depois da atividade física não passe de 38 graus, mas você não vai ficar controlando com um termômetro… Por isso, diminua o ritmo do exercício se se sentir muito quente, e prefira locais arejados, à sombra, com ventilador ou ar-condicionado.

Existe algum jeito de ficar fresquinha enquanto me exercito?

• Vista-se com roupas folgadas e apropriadas para ginástica.

• Não faça exercícios por mais de 50 minutos sem pausa.

• Evite atividades físicas em horários muito quentes ou quando o tempo estiver muito úmido.

• Beba bastante água ou outros líquidos antes, durante e depois dos exercícios, já que desidratação eleva a temperatura corporal. Siga essa orientação mesmo após o nascimento do bebê, especialmente se estiver amamentando.

• Meça o ritmo das atividades pela maneira como você se sente, e não simplesmente pela frequência cardíaca. Agora que você está grávida, exercite-se com o máximo de segurança e não exija do seu corpo esforço físico extremo.

O limite aconselhado por especialistas é de no máximo 140 batimentos por minuto, mas há quem acredite que ele seja muito conservador. Em dúvida, consulte seu médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *