Meningite: bebês são os que mais sofrem

Com o fim do verão os pais dobram a atenção para um série de doenças ocasionadas na estação mais fria do ano. Uma delas é a meningite, uma inflamação que ocorre nas membranas que revestem o cérebro e a medula espinhal. Em baixas temperaturas ela aparece mais frequentemente devido as grandes aglomerações de pessoas em locais fechados, a doença ataca mais crianças entre 1 mês e 2 anos.

Meningites virais são mais comuns, porém menos agressivas que as bacterianas, que podem provocar muitos danos no tecido cerebral. Um caso não sendo tratado corretamente pode deixar seqüelas, como por exemplo uma surdez, explica o especialista Doutor Takeuchi.

Os principais sintomas da meningite são dor de cabeça, manchas na pele, mal-estar e febre. Nos bebês, além desses sintomas é muito importante também ficar atento a alguma mudança na moleira, sono excessivo, perda de apetite e irritabilidade. Objetos contaminados, espirros, beijos e tosse são as principais formas
de transmissão da doença.

“Existem várias vacinas contra as meningites bacterianas, originadas pelo pneumococo, meningococo e haemophilus influenzae tipo B, mas elas não protegem contra as infecções virais. Essas vacinas estão disponíveis a partir dos 2 meses”, segundo o Doutor Takeuchi.

O paciente deve se submeter a um exame que reveste todo o sistema nervoso para diagnosticar a doença. Nesse exame é colhido um fluído que reveste o sistema nervoso por meio de uma agulha no final da coluna. Através desse material é diagnosticada a doença, suas causas e qual o tratamento adequado para cada paciente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *