BEBÊS TAMBÉM SÃO VÍTIMAS DE UNHAS ENCRAVADAS

A partir de um ano, as crianças criam diversas estratégias para a mãe não conseguir cortar a unha. Elas fazem um chororô, se mexem o tempo todo dificultando o trabalho da mãe. “O ideal é encontrar o momento certo para cortar a unha do bebê e, aos poucos, ir diminuindo o trauma. Pode ser durante o sono pesado, quando está mamando ou distraída com alguma coisa”, ensina o médico.
Vale destacar que manter o cuidado com as unhas do bebê é essencial para evitar o aparecimento de feridas ou inflamações. E não deixe de procurar ajuda médica se notar pus e vermelhidão. “É importante uma avaliação criteriosa visando identificar e diagnosticar uma possível infecção bacteriana. Nestes casos, o bebê pode até ter febre.Caso a pele esteja apenas inflamada, mas não há pus no local e a criança não apresente febre, o problema pode ser resolvido com métodos caseiros”, alerta o médico.
Neste tipo de situação, o dermatologista aconselha as mamães a molharem os pés do bebê em uma água morna com sabão, aplicar um creme antibiótico de uso tópico e quando o dedinho do filhote estiver menos sensível, tentar dobrar a unha para cima para extrair a cutícula.
As mães também devem estar atentas aos sapatinhos, que podem estar apertando, e ao uso de macacão fechado, caso a roupa não esteja no tamanho adequado. “Muitos bebês nascem com as unhas dos pés curtas parecendo que vão encravar. Por esse motivo, todo cuidado é essencial para evitar que isso realmente ocorra e para que cresçam sem problemas”, garante o médico.
Como cortar a unha do meu bebê?
As unhas dos bebês devem ser cortadas à partir do momento em que estiverem grandes. As das mãos crescem mais rápidas e são cortadas semanalmente. Já as dos pés demoram cerca de quinze dias para crescerem.
O ideal é cortar sempre no mesmo horário para que a criança, aos poucos, associe essa prática. Opte por tesourinhas pequenas de bico redondo. Lembrando que o cortador de unha não é muito aconselhável para os bebês, pois eles podem machucar os dedinhos. “A melhor forma de evitar o problema nos pés, é cortando no formato ¨quadrado¨, com os cantos laterais visíveis. Não corte no formato ¨arredondado¨ nos cantos, pois a pele pode se transformar em uma barreira para o crescimento das unhas”, aconselha o médico.
Outro detalhe importante é atentar-se aos sapatinhos de bico fino, apertados nos dedos, que podem propiciar o encravamento, principalmente em crianças que estão com as unhas no formato arredondado.

Fonte – Dermatologista Fernando Passos de Freitas- CRM- 106.504 – www.drfernandofreitas.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *