COMO PREVENIR E TRATAR AS CÂIMBRAS DURANTE A GRAVIDEZ ATRAVÉS DOS ALIMENTOS

Segundo a nutróloga, Liliane Oppermann (CRM-123314), as câimbras estão associadas a baixos níveis de potássio no sangue, assim como de cálcio e também à falta de oxigenação muscular.
“Uma dieta inadequada e o aumento da demanda fetal por determinados nutrientes são considerados fatores desencadeadores nutricionais das câimbras nas gestantes. O baixo consumo de proteínas, minerais, vitaminas,sódio reduzem as taxas de magnésio e cálcio no músculo”, explica a nutróloga.
O aparecimento das câimbras na gestante também ocorre devido à pressão do bebê sobre o sistema circulatório da mãe, falta de exercícios físicos regulares, excesso de peso e de uma dieta sem sal.
“A falta de cálcio e magnésio são as causas mais comuns, sendo que estes minerais são fundamentais no mecanismo de contração muscular. Caso, o magnésio não esteja presente em quantidade adequada no organismo, ocorre uma falha que pode ocasionar câimbras”, destaca a nutróloga.
Banana, abacaxi e leite podem evitar câimbras?
A gestante deve manter um consumo diário de magnésio, potássio e cálcio. A banana ajuda repor os níveis de potássio no organismo. Além de, hidratar, ela fornece energia para os músculos. O abacaxi rico em magnésio e o leite em cálcio são considerados alimentos benéficos à circulação sanguínea. A ingestão desses alimentos ajuda na prevenção do problema.
“Potássio, sódio, cálcio e magnésio são os minerais mais comuns e relacionados ao aparecimento de câimbras. Dessa forma, recomendo sempre uma dieta balanceada, incluindo até mesmo o ajuste no consumo de água e no tempo de descanso. Todos esses fatores trabalhando juntos podem ajudar num maior controle das dores e de lesões”, alerta a nutróloga, Liliane Oppermann.
Combate às câimbras
A nutróloga Liliane Oppermann recomenda que as mamães tomem algumas medidas preventivas contra as câimbras, manter uma alimentação balanceada, com um consumo adequado de cálcio, potássio, magnésio e vitamina B6 é a melhor maneira de evitar que elas apareçam durante a noite ou de dia.
Conheça algumas dicas sugeridas pela médica:
– Alimente-se bem
Coma muita fruta, verdura e legumes, que são fontes de sais minerais e vitaminas. Esses nutrientes vão ajudar o bom funcionamento do músculo na hora do esforço, além de garantir reservas de energia.
-Proteínas
Consumir alimentos de base protéica é importante para a construção e reparação dos músculos. Sua deficiência aumenta o risco de câimbras e de lesão.
-Hidratação
Beba bastante água. O seu consumo assegura o equilíbrio eletrolítico e reduz os riscos associados à desidratação.
-Vitaminas
A ingestão de vitaminas do complexo B, presentes em cereais integrais (e da B12 especificamente, muito presente nas carnes, ovos e leite) é indispensável ao bom processo de geração de energia, bem como na contração muscular. Vitaminas antioxidantes como C e E melhoram imunidade e ajudam na saúde dos tendões e ligamentos.
O que fazer na hora da dor?
Elas aparecem quando você menos espera e a melhor maneira para amenizar a dor é respirar fundo, relaxar e massagear o músculo sempre com movimentos circulares. Caso, a câimbra acontecer nos dedos, flexione-os, segurando-os nessa posição por alguns segundos, na panturrilha, quando começar a dor, fique em pé, soltando o peso sobre as pernas. Outra medida é esticar a perna e puxar os dedos do pé em direção ao joelho. Nas coxas, deite e peça para alguém esticar suas pernas para cima e segurar por alguns segundos, para alongar os músculos do local.
Se você notar que as dores estão muito intensas é melhor procurar ajuda médica para verificar se houve alguma inflamação nos vasos sanguíneos.
Prevenção
-Evite sentar com as pernas cruzadas. Se o trabalho exige que a gestante fique sentada o dia todo, o ideal é que ela levante e caminhe um pouco.
-Massagens e exercícios de alongamento aliviam as dores e os desconfortos causados pelas câimbras. Mas é importante massagear a musculatura suavemente, sem esfregar.
– Dormir com os pés ligeiramente elevados com o auxílio de um travesseiro facilita a circulação sanguínea.
– Atenção com a postura: o ideal é manter as costas eretas e, quando a gestante estiver sentada, deve apoiar os pés no chão.

Fonte- Nutróloga Liliane Oppermann – CRM 123314

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *