DESCUBRA PARA QUE SERVEM OS ULTRASSONS NA GRAVIDEZ

“O ultrassom (também chamado de ultrassonografia ou ecografia) é um exame não-invasivo que usa ondas de som para criar uma imagem do bebê, da placenta, do útero e de outros órgãos. Com ele, o médico tem acesso a informações importantes sobre o progresso da gravidez e sobre a saúde do bebê”, explica o ginecologista e obstetra Dr. Domingos Mantelli Borges Filho.
O ultrassom deve ser realizado em diferentes momentos da gravidez, o médico preparou uma pequena explicação de cada tipo de ultrassom e em que momento deve ser realizado.
Ultrassom vaginal- No ultrassom vaginal é colocado um dispositivo chamado transdutor na vagina. Nesse caso, a ultrassonografia mostra o tempo de gravidez, o crescimento fetal e se o embrião está acomodado no útero. Indicada a partir da 5ª semana, quando dá para visualizar o saco gestacional.
Translucência nucal – A Translucência Nucal é medida durante a ultra-sonografia realizada entre a 11ª e 13ª semana gestacional. A ultra-sonografia geralmente é abdominal, mede-se o acúmulo de líquido na nuca do feto. O ideal é que esteja abaixo de 2,5 milímetros. Se houver um acúmulo excessivo de líquido na região da nuca do feto, aumenta o risco do bebê ter uma alteração cromossômica, mal-formações ou alguma síndrome genética.
Ultrassom morfológico- É um exame que permite avaliar toda a anatomia interna e externa do feto em desenvolvimento. Por ser mais detalhado, o exame é mais demorado que os outros, pois são verificados: o número de fetos, a localização da placenta, a medida do colo uterino e toda a Morfologia Fetal (Pólo Cefálico, Cérebro, Face, Coluna, Nuca, Tórax, Coração, Abdomên, Aparelho Genito-Urinário, Extremidades, etc).
Dopplervelocimetria- Através do abdômen é permitido fazer a análise do fluxo de sangue pelas artérias e veias do bebê. Também averigua o peso e as condições da placenta e do líquido amniótico. Deve ser realizada em todos os exames de ultrassonografia.
Ultrassom 3D e 4D- Esse exame é capaz de detectar más-formações nas extremidades e no rosto, como a fenda labial. Indicada após a 34ª semana, fase em que a imagem tem a melhor definição.
“Após a 36ª semana, já é possível calcular o peso do bebê, confirmar a posição, verificar a quantidade de líquido amniótico e o posicionamento da placenta em relação ao colo do útero. Com todos os exames em mãos é feita uma análise da gestação e um estudo sobre a possibilidade de realizar o parto normal ou cesariana”, explica o ginecologista e obstetra.
Depois disso, é só aguardar o tão sonhado e esperado momento de segurar o bebê nos braços.

Fonte- Ginecologista e Obstetra Dr. Domingos Mantelli Borges Filho
Site- www.domingosmantelli.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *