GESTAÇÃO PROVOCA AUMENTO DE CARGA SOBRE OS JOELHOS

Este incômodo costuma surgir após o segundo trimestre devido ao aumento do peso e acúmulo de líquido. Normalmente, ao final do dia, a gestante pode ter uma sensação de peso nos membros inferiores e sentir dificuldade para se movimentar. “É comum a gestante enfrentar dificuldade em realizar tarefas cotidianas como: sentar, andar, deitar ou virar de lado. Isso ocorre porque o volume abdominal e o acúmulo de líquido alteram o centro de equilíbrio do corpo e o trabalho muscular”, destaca.
Conforme a gravidez vai avançando, a dor nos joelhos pode ir se agravando. Esse problema é mais comum em mulheres que já apresentaram alguma lesão de cartilagem, artrite e sinovite (inflamação da membrana sinovial) antes de engravidar. “A gestante precisa tentar localizar e perceber o que faz melhorar ou piorar a dor, com o objetivo de identificar qual o problema. É importante lembrar que dores articulares são comuns na gestação, porém dores de grande intensidade ou persistentes uma avaliação médica é fundamental”, afirma Nakao Iha.
Vida longa aos joelhos
Para amenizar esse desconforto, o ortopedista recomenda que a gestante faça exercícios físicos e alongamentos para fortalecer os músculos. “Ela deve praticar atividades físicas com orientação médica ortopédica e obstétrica. Mas, geralmente caminhadas, ginástica localizada ou hidroginástica são boas opções de exercícios para os joelhos e para a saúde da mãe e do bebê. A musculação pode ser realizada desde que não ofereçam riscos à gestação”, aconselha. Na hora de praticar atividade física, o ideal é evitar exercícios que possam lesionar os joelhos, como flexões violentas ou agachamento.
As gestantes também devem manter cuidado extra na hora de escolher um sapato. Pois, é importante evitar sapatos com salto alto. “Ao usar salto alto o dia todo, o corpo é jogado para frente e isso sobrecarrega os joelhos. As gestantes devem optar pelos sapatos baixos e confortáveis para amenizar esses problemas e principalmente para evitar acidentes como: um entorse do tornozelo ou uma queda” diz o ortopedista.
Gravidez X ginástica: combate a dor nos joelhos
A gestante que pratica atividade física tende a se recuperar mais rápido após o nascimento do bebê. Por isso, o ortopedista Luiz Alberto Nakao Iha ensina alguns exercícios que podem ser realizados com tranquilidade aliviando a carga sobre os joelhos:
1-A gestante que não está acostumada a praticar atividade física deve começar com um exercício de baixa intensidade como, por exemplo, caminhada, natação, bicicleta ou ioga.
2-Pratique atividade física apenas com orientação médica (do seu ortopedista e seu obstetra).
3-É importante que a gestante beba muita água antes, durante e depois do exercício físico, mantendo boa hidratação.
4- Faça sessões de exercícios regulares, pelo menos, três vezes na semana.
5- Procure evitar movimentos como subir e descer escadas que sobrecarregam muito as articulações do joelho e quadril.
6- Algumas atividades como cavalgar, esportes competitivos ou de contato com muitas pessoas não são indicados pelo risco à gestação.
7- Procure o médico sempre que apresentar dores contínuas nos joelhos.

Fonte- Ortopedista Luiz Alberto Nakao Iha (CRM-SP 111559), formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e médico da Clínica Healthme

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *