MASSAGEM RELAXANTE: BEM-ESTAR PARA A MÃE E PARA O BEBÊ

A massagem para a gestante requer cuidados especiais e toques suaves e, ao mesmo tempo, trabalha as dores lombares, diminui os inchaços nas pernas e auxilia o retorno venoso estimulando a circulação sanguínea e linfática. “Mulheres grávidas que são massageadas dormem melhor, sofrem menos ansiedade e depressão e apresentam menos complicações no trabalho de parto”, destaca a fisioterapeuta.
Benefícios da massagem na gestação
Durante os nove meses, a gestante sofre alterações morfológicas e fisiológicas profundas e a massagem pode ser uma forte aliada para amenizar essas mudanças. A especialista Barbara Teixeira, do Zahra Spa & Estética, revela quais são os principais benefícios dessa massagem:
Reduz o estresse;
Promove relaxamento profundo;
Proporciona um suporte emocional e conforto;
Alivia dores nas articulações, pescoço e costas causadas pelas alterações na postura, fraqueza muscular, tensões e ganho de peso;
Atua diretamente melhorando o sono e a digestão;
Melhora a circulação sanguínea e estimula o sistema linfático;
Ajuda a manter a elasticidade e nutrição da pele;
Promove consciência corporal e relaxamento necessário para um parto tranquilo e sem complicações;
Relaxe e sinta o prazer de ser mãe
A aplicação da massagem na gestante deve ser feita de forma cuidadosa e direcionada para as necessidades especiais e as limitações de cada uma. “Os movimentos, as manobras e os toques são específicos para cada período da gravidez, sendo que há várias técnicas que beneficiam a gestante. A intensidade do toque da massagem pode variar muito e influenciar seus efeitos”, acrescenta Barbara.
A massagem pode ser feita em uma gravidez normal e, em mulheres de todas as idades. Entre as técnicas liberadas para as grávidas destacam-se a drenagem linfática, a massagem relaxante e a massagem ayurvédica. “Já algumas técnicas existe uma contraindicação. No caso da reflexologia e do shiatsu, a massagem pode estimular determinados pontos e desencadear contrações uterinas antes da hora”, alerta a fisioterapeuta.
Cada técnica tem sua finalidade e irá trabalhar em uma região específica para aliviar os desconfortos. A massagem relaxante, por exemplo, é indicada para diminuir as dores da região lombar e a ansiedade, sua vantagem é que ela pode ser feita já a partir do primeiro trimestre. “Por meio de manobras terapêuticas como amassamento, deslizamento e percussões, a massagem ativa a circulação sanguínea, aumenta o fluxo de nutrientes e remove as toxinas das células que são prejudiciais ao organismo, além de aliviar a dor”, garante. A mamãe deve fazer a massagem uma vez por semana para ajudar a diminuir as dores nas costas e a ansiedade.
Cuide de você
Antes de iniciar qualquer massagem terapêutica, a gestante deve informar seu médico. “É recomendado evitar massagens antes de completar os três meses de gestação. Nos últimos seis meses, a aplicação de qualquer massagem deve ser feita com cuidado e com toques suaves”, finaliza Barbara Teixeira.

Fonte- Fisioterapeuta Dermato- Funcional Barbara Teixeira, do Zahra Spa & Estética

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *